Terapias

Terapia de Cristais

Os cristais são fortes amplificadores de energia, para além de conterem, na sua forma mais pura, as cores que correspondem ao nosso bem-estar e equilíbrio físico, biológico e espiritual. Eles ajudam tanto a transmitir como a absorver a energia, direccionando-a e ampliando-a. O uso dos cristais pode contribuir para as nossas vidas na medida em que têm o poder de emitir a nossa própria energia e atrair para nós a energia positiva do exterior.

A grande maioria dos cristais forma-se através da repetida acumulação de matéria à massa cristalina em crescimento, a partir do silício, do oxigénio líquido e de areia. Grupos de moléculas de óxido de silício (SiO2), juntam.se, compondo espirais numa estrutura tridimensional e geometricamente perfeita. O quartzo é o tipo de cristal mais comum, e o mais conhecido pela maioria das pessoas.

Antes de qualquer forma de utilização terapêutica, é essencial que um cristal seja limpo de toda a energia que traz acumulada, derivada de todos os locais e experiências por que passou. A melhor forma de limpar um cristal é lavá-lo com água e deixá-lo imerso num recipiente com água e sal grosso, de preferência num local aberto e durante algum tempo. É também essencial que os cristais sejam expostos à luz do sol e ao luar para serem energisados. Quanto mais tempo estiverem ao ar livre, melhor será o seu funcionamento.

A forma de utilização dos cristais pode variar bastante. Podem ser utilizados juntamente com o Reiki, por exemplo, colocados sobre os chakras correspondentes de forma a potenciar a energia passada pelo Reiki; são também frequentemente utilizados na cromoterapia, uma vez que os seus efeitos derivam também da cor que possuem. Podem ainda ser utilizados sem qualquer outra terapia complementar, também aplicando-os sobre os chakras; podem ser utilizados para meditação através de exercícios de visualização e concentração ligados ao cristal, ou podem ainda ser utilizados, como é muito comum, sob a forma de ornamentos (ao pescoço, em anéis, pulseiras, etc.) e neste caso assumem uma espécie de função de talismã, cujo efeito se reflecte no equilíbro energético do organismo.

Alguns cristais e respectivos poderes:

Ametista (cristal de cor violeta): é indicado para a transformação das energias negativas em positivas. Promove a sensação de paz e tranquilidade e é utilizada no tratamento de doenças sanguíneas, intestinais e dermatológicas.

Citrino (cristal amarelo): transmite força e auto-confiança, promove a capacidade de concentração e a criatividade. É um bom auxiliar para os estudantes porque ajuda na assimilação de conhecimentos.

Quartzo Branco (cristal de cor branca, o mais comum): é um forte amplificador das energias e aumenta a capacidade mental e a memória. É utilizado nos mais diversos campos terapêuticos.

Quartzo Róseo (cristal de quartzo de cor rosada): Transmite uma sensação de paz e tranquilidade, tem um efeito calmante e apaziguador. Facilita as trocas de energia em especial ao nível emocional.

Quartzo Verde (cristal de quartzo esverdeado): Tem um poder essencialmente calmante e é utilizado nas mais diversas terapias.

Esmeralda (cristal verde – pedra preciosa): Actua de forma positiva sobre a eliminação de traumas e preocupações. É utilizado no tratamento de doenças do foro imunológico.

Sodalita (cristal azul): Tem um forte efeito de relaxamento e promove a abertura da chamada “terceira visão” (nome geralmente atribuído às capacidades “adormecidas” do nosso cérebro).

Topázio: Atrai motivação, iniciativa e auto-confiança. É o ideal para usar perante as escolhas difíceis pois ajuda a ultrapassar a indecisão.

Reiki

Reiki é um método de cura por energia.

Curas por energia são recentes aqui no ocidente, mas no oriente são práticas milenares e é de lá, do Japão especificamente, que o Reiki vem.

Toda família tinha pelo menos um curador e as aplicações eram rotina entre eles.

Ao chegar por aqui muito se duvidou da técnica, e mesmo sem acreditar muitos percebiam seus efeitos e foi isso que disseminou a técnica no ocidente.

É um método natural de recomposição energética, harmonização do equilíbrio energético, que tem por objetivo manter ou recuperar a saúde.

O Reiki pode ser utilizado para qualquer doença, e não apenas para doenças físicas, mas também para maus hábitos, distúrbios emocionais e mentais em geral.

Em outras palavras, o Reiki atua na totalidade do ser, nos corpos físico, emocional, mental e espiritual. Acelera a recuperação da saúde, gerando um estado de harmonia, promove calma e bem-estar.

A aplicação é feita somente com o toque das mãos do terapeuta, nenhuma outra ferramenta é necessária para a sessão.

Ao colocar a mão sobre o paciente, ou até ao olhar fixamente, o terapeuta transfere a energia REI para dentro do corpo do paciente, e então a energia age onde e da forma que for necessário para a cura.

A energia universal, portanto, funciona como instrumento de transformação de energias nocivas em benéficas, pois a energia KI, que é a energia pessoal, reconhece a energia REI como um padrão.

O terapeuta é apenas um canal para a energia ser transferida. Ele não repassa a própria energia ao paciente e o contrário também não ocorre, ou seja, a energia do paciente não passa para o terapeuta.

Ao receber uma aplicação de Reiki o corpo do receptor relaxa e a frequência cardíaca atinge seu nível de repouso, assim como diminui também a frequência respiratória.

Ao final da sessão, inclusive, alguns pacientes sentem-se como se estivessem acordando de uma longa noite de sono.

Recentemente foi reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma terapia alternativa.

Origem da palavra “Reiki”

“Rei” significa universal e faz referência a energia cósmica universal que permeia todas as coisas, que envolve tudo que existe.

“Ki” é a energia vital individual que flui em todos os organismos vivos, é a energia que os mantém.

Reiki, portanto, é o encontro dessas duas energias, energia universal e energia individual.