Como superar sentimentos de indignidade

Você já acorda de manhã e se pergunta como vai passar o dia? Você já sentiu que não importa o que você faça, não importa o quanto você tente, não sente que é bom o suficiente? Você gasta muito tempo e energia tentando acertar e tentando ganhar elogios e respeito dos outros; o tempo todo tendo noção de que, no final das contas, você não corresponde? Nas palavras de Henry Thoreau, “A massa de homens leva vidas de desespero silencioso”. Com demasiada frequência, isso prova ser verdade.

Você não precisa viver sua vida em desespero silencioso. Você não precisa andar por aí com uma sensação de indignidade. Você pode ter confiança e ser feliz como você é naturalmente com essas ferramentas simples.

Aqui estão as minhas 4 principais dicas sobre como superar a sensação de indignidade.

1. Mude seu foco
Se você deseja superar sentimentos de indignidade, você tem que parar de se concentrar em tudo que você decidiu que está errado sobre você. Você precisa mudar seu foco e olhar sob outra perspectiva. Uma ótima maneira de fazer isso é fazer a pergunta: “O que está certo sobre mim que eu não estou percebendo?” Você também pode perguntar: “Se eu não estivesse errado, se eu não fosse mau, o que eu seria?” Essas perguntas interrompem a tagarelice negativa da mente e convidam você a ver o quão incrível e brilhante você é.

2. Tudo é apenas escolha
As pessoas tendem a ficar presas na ideia de serem indignas quando olham para as escolhas que fizeram em suas vidas. Eles acreditam na ideia de que existem boas escolhas e más escolhas e se julgam pela escolha que decidiram ser ruim. Escolha é apenas escolha. Cada escolha que você faz cria algo. Cada escolha que você faz permite que você seja mais consciente. Se você parasse de olhar para as suas escolhas e julgá-las, você poderia simplesmente ver o que cada escolha cria e fazer as escolhas que criam o que você realmente deseja.

Se você achar que você julga você e suas escolhas, tente isso. Imagine que você tenha 10 segundos para viver o resto da sua vida. O que você escolhe? Essa vida acabou. Você tem 10 segundos para viver o resto da sua vida. O que você escolhe? Se você praticar isso, descobrirá que a escolha se torna mais fácil e o julgamento desaparece. Se uma escolha é boa apenas por 10 segundos, como pode ser boa ou ruim? Não pode. É só escolha.

3. Mude sua mente
Pensamentos, sentimentos e emoções podem mudar. Se você está preso à ideia de que você não é merecedor e é indigno, você não precisa se manter aí. Toda vez que você tem um pensamento negativo sobre você, pare e diga: “Ponto de vista interessante, que eu tenho esse ponto de vista”. Diga isso algumas vezes. O que começa a acontecer é que todos os lugares onde você está julgando, todos os lugares onde você tem certeza de que não é bom o suficiente, tornam-se pontos de vista simplesmente interessantes, em vez de verdades. E, quando algo é apenas interessante, pode ser mudado.

4. Liberte-se da Mentira da Perfeição
Uma das mentiras que mantém um senso de indignidade é a ideia de que devemos estar certos, fazer o certo e sempre acertar. Em uma palavra, é a mentira da perfeição. Buscar a perfeição nos mantém no ciclo de autoperpetuação de nunca ser o suficiente; Nunca se é certo o suficiente, nunca se é bom o suficiente, nunca se é bem sucedido o suficiente. Não importa quão bom você seja, nunca é o suficiente.

Em vez de lutar pela perfeição, vamos lutar pela grandeza. Em grandeza, você se permite ser maior do que era ontem e não o julga por não ser suficiente. Em grandeza, você reconhece que os “erros” que você faz realmente contribuem para que você seja maior hoje do que era ontem. Em grandeza, você vê que cada escolha que você já fez criou a pessoa que você é hoje.

Perfeição é o julgamento de você. A grandeza é o seu dom que inclui tudo de você e nada julga. Escolha ser grandeza.

Não importa quem você é, não importa onde você tenha estado, não importa quais escolhas você tenha feito, você não é tão vergonhoso quanto você pensa que é. Quando você anda por aí se sentindo indigno, você está acreditando em uma mentira, e você não está sendo você. Comece a perguntar: “O que está certo sobre mim?”. Escolha a alegria. É realmente apenas uma escolha. Deixe de lado a mentira da perfeição que o mantém lutando por algo que não é realmente atingível. Você é o presente e a contribuição que o mundo exige, assim seja você e tudo vai mudar.

Curta e compartilha nas suas Redes Sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *